Fique em Casa sem Perder a Produtividade

Trabalhar em casa pode ser gratificante e enriquecedor. Veja aqui algumas dicas de adaptação e de produtividade

Cada vez mais o home office é uma realidade para muitas pessoas, mesmo para aquelas que trabalham em grandes empresas e podem produzir em casa uma ou duas vezes por semana.

“Sempre vi o home office como uma possibilidade de alavancagem enorme nos tempos em que vivemos, principalmente para quem mora nas grandes cidades” diz a especialista em organização pessoal, instrutora da OZ! Organize Sua Vida e conselheira da Associação Brasileira de Organização e Produtividade, Cristiane Belfiore “Você economiza em tempo de deslocamento, dinheiro, roupas, tem a possibilidade de se alimentar melhor e de aumentar a produtividade. E muitas empresas vêm adotando o modelo, porque também economizam em espaço, aluguel, luz, coisas necessárias com um número grande de funcionários na empresa. Mas claro que vai depender da função e do trabalho para se ganhar nesses quesitos.”

A psicóloga Marina Vasconcellos concorda e aponta outras vantagens: “O tempo ganho pode ser usado para se fazer exercícios, uma atividade prazerosa. Também pode aumentar a convivência com a família nos intervalos.”

Cristiane alerta, no entanto, que pode haver um tempo de adaptação ao home office, dependendo do perfil de cada um. “Aqueles que vêm do mundo corporativo, trabalham ao lado do colega e estão acostumados a um networking maior podem ter mais dificuldades. Mas qualquer um pode se adaptar, basta estar aberto e sem resistências.”

Home Office e Quarentena

Adaptar-se ao trabalho remoto se faz ainda mais importante nestes dias em que ficar em casa é uma questão de sobrevivência, como explica Cristiane: “Nesse cenário não há tempo de adaptação, teremos que lidar com a situação de forma imediata. Se o convívio com os colegas é importante há diversos recursos, como as plataformas tecnológicas (Hangout, Skype, Zoom, etc).”

Para aqueles que não sabem por onde começar, é só prestar atenção nessas dicas de ouro. Confira:

  • Espaço Físico

É importante um canto só seu, com certa privacidade. O espaço não precisa ser grande (uma mesa de 1.10 m, um gaveteiro e um armário podem ser suficientes), mas é necessário que todas as ferramentas de trabalho estejam centralizadas em um lugar só. Boa iluminação e uma infraestrutura mínima. “Só não recomendo mesa de refeições”, diz Cristiane.

  • Privacidade

A quarentena criou um cenário em que toda a família fica em casa. Marina recomenda serenidade. “Neste momento você pode não render tanto o quanto gostaria, mas é preciso paciência com algumas intervenções dos filhos. Todos estão aprendendo a lidar com a situação.”

Cristiane orienta a tentar explicar, principalmente às crianças, que o período de trabalho se destina a gerar receita. “Passamos por um momento único. Converse com as crianças, diga que é a sua ‘lição de casa’, que você tem que fazer. E explique que haverá momentos de fazer pausas, como o lanche da tarde, o jantar, em que todos estarão juntos – mas que nos outros momentos é hora de trabalhar. Ocupe as crianças com atividades prazerosas também.”

  • Produtividade

O acesso fácil à geladeira, a sensação de isolamento e a dificuldade em dizer “não” aos familiares podem ser os inimigos da produtividade no home office. “Nessa situação com mais pessoas em casa é fácil perder o foco. Mais do que nunca é bom ter um check-list de atividades: qual a meta do dia, estabelecer prioridades de tarefas. Não é fácil porque tem que combinar com a gestão dos serviços de casa: lavar, cozinhar, arrumar, etc. Aconselho a priorizar as tarefas que darão retorno financeiro e alívio do estresse mais rapidamente”, lembra Cristiane.

Outra dica é respeitar o seu relógio biológico. Algumas pessoas são mais produtivas pela manhã, outras à noite. “Deixe trabalhos que exigem mais foco para o horário em que considera que a sua mente trabalha melhor, assim como os afazeres mais ‘mecânicos’ para quando estiver menos disposto ao longo do dia.”

O que te distrai?

Redes sociais? Vídeos no WhatsApp? O conselho de Marina é tirar de perto os objetos da distração. “Em especial pessoas com dificuldade de concentração precisam deixar o ambiente o mais livre possível de estímulos externos para manter o foco.”

E pijama, pode ou não pode? Marina responde: “O importante é a pessoa se sentir confortável. Mas trocar de roupa para trabalhar é um ritual importante que pode estimular a pessoa, marcando o contexto de trabalho”, explica a psicóloga.

Por fim, pausas de cerca de 10 minutos são recomendadas quando se sentir cansado.

“Esta é uma excelente oportunidade de perceber a própria produtividade trabalhando em casa. Estamos vivendo um momento delicado e alimentar a resistência a esse tipo de trabalho deixa tudo mais difícil. Temos de ser maleáveis com toda a situação. O home office é possível e os ganhos são imensuráveis”, conclui Cristiane.

Organização – Questão de Hábito

Um ambiente organizado traz qualidade de vida e bem-estar. Mas o que faz alguém ser organizado ou não? “É um hábito que pode ter a sua origem na família, mas que dá para aprender. É treino, como andar de bicicleta ou dirigir”. Cristiane ensina que o princípio é estabelecer um lugar para cada coisa e quando tirar do lugar, devolver. “Mesmo que faça uma baguncinha durante o trabalho, crie o hábito de, quando acabar, colocar as coisas no lugar. Estatisticamente são necessários 21 dias para que esse hábito se sobreponha ao atual, de bagunça. Tem que insistir”, finaliza a especialista.

Resumo das Dicas

  • Espaço próprio, com boa iluminação, de preferência silencioso e com ferramentas de trabalho ao alcance
  • Conversar com familiares sobre a importância da privacidade
  • Lista de atividades com as prioridades do dia
  • Estabelecer rotina com horários de início, término, almoço, pausas, etc.
  • Deixar as atividades que exigem mais concentração para os horários mais produtivos
  • Deixe o ambiente organizado. Tenha sempre um lugar para as coisas e guarde no lugar depois de usar.
  • Tire as distrações de perto

#Fiqueemcasa. #Quarentena

Cristiane Belfiore
Últimos posts por Cristiane Belfiore (exibir todos)
Share This